Noticias, Protagonismo

Adolescentes da Pastoral do Menor participam de Encontro no Rio

 “Vou caminhando uma luta com a qual encaramos diversos desafios, mas a fé, a esperança e o encontro de outras histórias me faz acreditar que esse é o caminho e que temos mais a ganhar do que perder. Estou feliz por ver uma geração de adolescentes que estão lutando pelos seus, meus, nossos direitos e da geração futura”. Maxwel Talles

Meninos e meninas representantes dos Regionais Noroeste, Oeste 1 e também do Estado do Rio de Janeiro participam do Encontro Sub-Regional Sul de Crianças e Adolescentes da Rede Latino Americana e Caribenha pela defesa dos direitos de crianças e adolescentes –Redlamy, que está sendo realizado de 15 a 18 no Colégio Marista na cidade do Rio de Janeiro.

O evento foi organizado no Brasil pelo Fórum Nacional dos Diretos da Criança e do Adolescente – DCA, Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH) e Associação Nacional de Centros de Defesa da Criança e do Adolescente (ANCED) em parceria  com a União Européia, Plan do Brasil, Ministério de Direitos Humanos do Brasil e a Escola de Samba da Estácio.

Segundo Márcia Carvalho, da Comissão organizadora, o encontro  vai possibilitar um espaço de intercâmbio de experiências participativas de meninos e meninas do Brasil,  Argentina , Chile, Paraguai e Uruguai. Pretende visibilizar  espaços de incidência onde participam crianças e adolescentes  e consensuar os principais temas prioritários nesses países para gerar um plano de ação. “Aqui no Brasil temos os maiores casos de gravidez na adolescência, trabalho infantil, exploração sexual e assassinatos de crianças e adolescentes de todo continente” enfatizou Márcia Carvalho .

Entre os ninos e ninas que estão no evento, Maxwel Talles (Regional oeste 1) e João Victor Marques (Regional Noroeste) são adolescentes que representam a Pamen no CPA do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda). Edson Nogueira e Maycon Keven Alves são adolescentes da Pamen Rio.

 

Escola de Cidadania, Protagonismo

Gestores das escolas de Franca recebem formação sobre Protagonismo

Secretários de Educação e Diretores de 122 escolas públicas de Franca-SP participaram ontem, dia 09, da Formação realizada pela Pastoral do Menor e Pastoral da Educação dentro do Projeto de Implementação das Escolas de Cidadania com adolescentes e jovens das escolas públicas da cidade.

O encontro teve uma programação dinâmica com palestras e trabalhos em grupo. Contou com a presença das equipes das duas pastorais e do Bispo de Franca D. Paulo Roberto. A Dirigente de Ensino, Maria Luiza Machado, palestrou sobre o tema “Protagonismo no ambiente escolar”. Já Joster Lopes, psicólogo da equipe Pamen, falou sobre o “O poder da Liderança que Liberta e Transforma”.

O jovem Luis Felipe Maia entusiasmou a plateia com sua história de vida. Através do Esporte e do basquete ele está sendo um grande protagonista. Aos 22 anos, coordena o Conselho de Atletas da Universidade de Minot (EUA), onde faz pós-graduação. Felipe ocupa um cargo no grupo de negócios da universidade, sendo ainda capitão do time em que joga. Para Felipe, o Brasil precisa de jovens protagonistas e a escola vem a ser um ator fundamental para estimular nos jovens o protagonismo com carisma, ética e altruísmo.

Os diretores realizam trabalhos em sub-grupos onde responderam às seguintes perguntas: Por que vale a pena investir no Protagonismo Juvenil na escol? Que ações protagonistas preciso desenvolver na escola? e, o que espero do protagonismo juvenil na minha escola?

Na Escola de Cidadania o estimulo é para que os jovens possam expressar ideias, opiniões, terem a percepção do senso comum e como podem exercer a cidadania no dia-a-dia. A Escola promove encontros, oficinas, cursos, debates com temas escolhidos pelos próprios jovens.