Noticias

Pastoral do Menor participa de Seminário sobre Letalidade

 

O tema é uma das prioridades que a  Pamen definiu neste triênio: “Enfrentamento da violação dos direitos humanos de crianças e adolescentes e de todas as formas de violência, em especial o extermínio”.

A preocupação com indicadores de mortes de adolescentes em contexto de violência levou a realização do Seminário: Enfrentamento da Letalidade de Crianças e Adolescentes – Como Construir uma Estratégia Nacional, que acontece hoje em Brasília. A Pastoral do Menor Nacional participa através da representante Regina Leão.

O evento é uma iniciativa do  Ministério dos Direitos Humanos (MDH) e o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda)  e vem a ser a culminância do Grupo Temático (GT) instituído em julho de 2017 pelo Conanda com a finalidade de formular e propor estratégias de articulação de políticas públicas e serviços para a prevenção e o enfrentamento desta situação no país.

O GT irá apresentar as propostas que serão base para a elaboração de uma política nacional voltada à redução do número de homicídios de crianças e adolescentes no Brasil.

Segundo o estudo Elaborado pelo MDH, UNICEF, Observatório de Favelas e o Laboratório de Análise da Violência, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (LAV-Uerj), desde 2012, o número de adolescentes na faixa etária de 12 a 18 anos que estaria morrendo por agressão é proporcionalmente mais alto do que do resto da população brasileira.

O estudo aponta para uma situação alarmante em que a violência letal de adolescentes segue crescendo, sobretudo, nos Estados do Nordeste, região que concentra sete das 10 capitais mais violentas do país. Os meninos negros são as principais vítimas da violência letal. De acordo com os dados, os adolescentes do sexo masculino têm um risco 13,52 vezes superior ao das adolescentes do sexo feminino, e os adolescentes negros, um risco 2,88 vezes superior ao dos brancos. O risco de ser morto por arma de fogo é 6,11 vezes maior do que por outros meios.

Participam do evento: membros do Grupo Temático do Conanda; representantes da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR); da Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (SNDCA); da Secretaria Nacional de Juventude (SNJ); do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (IPEA); e de organizações da sociedade civil executoras de ações e programas de enfrentamento da violência letal de crianças e adolescentes.

 

Fonte: Conanda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s